terça-feira, 15 de abril de 2008

"malmequeres e polígonos"


"malmequeres e polígonos"
Originally uploaded by _pARTicia_
apresento-vos a laura... está a arrancar as pétalas do mal-me-quer, bem-me-quer...

BSO:
love steals us from loneliness, idlewild

MALMEQUERES E POLÍGONOS

A mesma folha.
De um lado, analisar,
do outro - eu.

Mas o lado primeiro
também eu. Outro eu.

E o que vacila
entre os dois lados
(que não é o que escreve, não querendo,
nem o que malquerendo, move mão)
- eu também. Outro eu.

Eu, terceiro e secante
com os outros dois lados.
Malmequer. Mequermal

No fim das pétalas,
é sempre a mesma folha
com dois lados

(e um outro em Purgatório:
nem inferno, nem céu)

Ana Luísa Amaral (COISAS DE PARTIR - POEMAS)

3 comentários:

g. disse...

misturar poesia com geometria? só pode dar coisas de partir.

gostei do "No fim das pétalas,
é sempre a mesma folha
com dois lados"

é mais giro quando não se tem um biblioteca mental com 1.528.353 poemas, há mais a descobrir :)

foto gira e bem enquadrada, para ser perfeita a menina devia ter uma pétala na mão. tinha mais a ver com a foto e dava-lhe esperança! :)

desta vez adiciono eu BSO, recheada da esperança do malmequer. :)

pARTicia - patrícia figueiredo disse...

:)

esses versos são muito bonitos, sim... mas a parte da biblioteca mental não é verdade, já sabes o tempo que perco à procura destas "mariquices" (pode dizer-se mariquices no blog?).

gosto dos comentários à foto! :) a menina sabe que é bem me quer, por isso não precisa de tirar as pétalas :)

gostei da BSO! e da esperança!

:)

tulisses disse...

e porque se fala de malmequeres, um poema de Aldina Duarte cantado por Mariza no «Transparente»:

Mal me quer a solidão
Bem me quer a tempestade
Mal me quer a ilusão
Bem me quer a liberdade
Mal me quer a voz vazia
Bem me quer o corpo quente
Mal me quer a alma fria
Bem me quer o sol nascente
Mal me quer a casa escura
Bem me quer o céu aberto
Bem me quer o mar incerto
Mal me quer a terra impura
Mal me quer a solidão
Entre o fogo e a madrugada
Mal me quer ou bem me quer
Muito, pouco, tudo ou nada...